CICLISMO e CICLOATIVISMO
A DGE Corretora de Seguros apresenta seu servico de Seguro de Bicicletas - voce NAO VAI SE LIVRAR da famosa "ficha cadastral", mas a contratacao pode ser feita 100% on-line e isso e uma coisa otima.

Veja em quais situacoes contar com a DGE Corretora de Seguros:

ROUBO E FURTO QUALIFICADO - protecao contra roubo e furto da bike, durante o uso ou enquanto guardada ou transportada.

ACIDENTES - cobre os custos de reparo ou reposicao em acidente coberto, enquando o Segurado pedala ou transporta a bike.

RESPONSABILIDADE CIVIL - cobertura garantira os danos causados a terceiros durante a vigencia da apolice.

COBERTURA EM TODO O TERRITORIO NACIONAL - protecao em todo o Brasil, alcancando os 26 estados mais o Distrito Federal.

OUTROS PONTOS POSITIVOS A CONSIDERAR

- App Mobile, Central de Beneficios, Pontos Multiplos, Sala de Emergencia, Furto em Territorio Nacional, Danos Materiais a Terceiros, Danos Corporais a Terceiros, Acidente com veiculo transportador, Acidente enquanto pedala, Danos Parciais decorrente de acidente coberto, Pagameto com Cartao de Credito, Parcelamento sem juros, Cobre danos causados durante competicao.

A FICHA CADASTRAL PARA SOLICITAR ORCAMENTO VOCE ACESSA NESTE LINK

https://sites.google.com/site/seguroparabikes/arquivos/Ficha%20Cadastral%20Bike.xlsx

PREENCHA A FICHA E MANDE PARA SEGURO@CICLISMO.ESP.BR
Nosso "BUSCA BIKES"
Ciclismo™ 2003 / 2020
De blusa ou camiseta?

ciclismo
contador de visitas para site

Últimos assuntos
» SEGURO PARA BICICLETA
Ter 3 Maio 2016 - 12:32 por Admin

» São Paulo - SP - Polêmica das ciclovias
Seg 13 Abr 2015 - 19:21 por Admin

» FOR SALE:2014 Bikes,Trek,Scott Genius,Specialized,Cannondale & Giant Anthem Bikes
Seg 24 Nov 2014 - 11:16 por bikemall1

» CTB Código de Trânsito Brasileiro para Ciclistas
Ter 27 Maio 2014 - 12:56 por cypriano

» SOROCABA - SP
Ter 13 Maio 2014 - 19:17 por sergio_moraes

» Opinião SCOTT Speedster 50 2013 x Specialized ALLEZ 2014???
Sab 30 Nov 2013 - 20:42 por Alan Ricardo

» scott scale 970 x specialized carve comp????
Qui 21 Nov 2013 - 14:55 por Valmir Dimas de Andrade

» Bike no Paraguai
Qui 21 Nov 2013 - 5:59 por Valmir Dimas de Andrade

» Ideias para Presente com Desconto?
Sex 25 Out 2013 - 14:32 por brendaaa-santos-86

» Mundial de BMX 2013 - final
Qua 9 Out 2013 - 10:14 por Admin

» Ciclofaixas em Nova Iorque
Qua 2 Out 2013 - 13:11 por Admin

» Ciclovia musical - São Paulo - SP
Sex 23 Ago 2013 - 12:33 por Admin

» VELOCIDADE MÉDIA EM PERCURSO DE TREINO SPEED
Qua 23 Jan 2013 - 7:44 por leoquimico

» Ass savers - salve seu traseiro
Ter 1 Jan 2013 - 11:02 por Admin

» Bicicleta de PAPELÃO
Sab 29 Dez 2012 - 18:49 por Admin

Junte-se ao "Team Paraná"

Mundo das Bikes!

Indique aos amigos!
FaceBikers - clique e entre nesse Grupo!
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Partilhe com seus amigos e fique antenado!

Conservar e compartilhar o endereço de CICLISMO e CICLOATIVISMO em seu site de social bookmarking

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 71 em Sab 9 Jun 2012 - 8:51

Bicicleta de PAPELÃO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Bicicleta de PAPELÃO

Mensagem por Admin em Sab 29 Dez 2012 - 18:49

Que tal uma bike ao custo de U$ 9,00 (NOVE DÓLARES)?

Já publicamos aqui a iniciativa de construir bicicletas a partir de garrafas PET recicladas (http://forum.ciclismo.esp.br/t476-bicicleta-de-plastico), o que representaria um tremendo avanço no uso de materiais recicláveis, mas também na diminuição no preço de bicicletas (já que segundo os donos de lojas, os importadores andam esfaqueando nos preços - e quem paga o pato é sempre o consumidor final, né?).

Mas agora, um irrequieto ciclista e inventor israelense foi mais longe e apresentou seu invento: uma bicicleta de papelão! Izar Gafni, 50 anos, citado como um especialista na concepção de sistemas automatizados de produção (produção em massa) é também um entusiasta do ciclismo amador que durante anos "brincou" com a idéia de fazer uma bicicleta de papelão.

Em entrevista recente à Reuters, durante uma demonstração, ele disse que depois de muitas tentativas e erros seu mais recente protótipo já se provou viável e a produção em massa vai começar em alguns meses. "Eu sempre fui fascinado pela aplicação de tecnologias não convencionais para materiais e eu fiz isso em várias ocasiões. Mas este foi o culminar de algumas coisas que vieram juntas. Foram quatro anos de trabalho para resolver os problemas de estrutura que o papelão apresentava - para tornar a estrutura resistente", disse Gafni. De acordo com ele a bike aguenta até 220 KG de peso (convenhamos, uma resistência pra lá de respeitável).



"Fazer uma caixa de papelão é fácil e ela pode ser muito forte e durável, mas para fazer uma bicicleta a coisa muda tremendamente de figura. Foi extremamente difícil e eu tive que encontrar o caminho certo para dobrar o papelão em várias direções diferentes.
Izhar Gafni e seu invento Foto: Baz Ratner/Reuters


Gafni se associou à incubadora israelense ERB para lançar a bicicleta. Chamada Alfa, virá em versão adulta (custo estimado de US$ 9) e infantil (custo estimado de US$ 5). Seu lançamento mundial será em 2013.

Depois de quebrar a cabeça por anos, Gafni conseguiu completar no meio do ano uma bicicleta que é 96% feita de papelão, incluindo quadro, rodas, guidão e selim. O material é dobrado várias vezes para adquirir firmeza e resistência. Uma camada de resina, desenvolvida pelo próprio Gafni, é aplicada em seguida. O produto final pesa nove quilos.






A intenção inicial do israelense é comercializar a bicicleta em países mais pobres. Acessível e sustentável, a bicicleta de Gafni tem tudo para ser um produto de sucesso em qualquer parte. A marca "Cardboard Technologies" foi criada para a bicicleta. No site, fala-se também sobre usar o papelão para outros produtos de mobilidade, como carrinhos de bebê, cadeiras de roda e “outros veículos”.

Quando estiver pronta para produção, a bicicleta não terá peças de metal, até mesmo o mecanismo de freio e rolamentos da roda e pedal serão feitos de materiais reciclados, embora Gafni ainda não possa revelar esses detalhes devido a questões de patentes pendentes, disse. A oficina de Gafni, um barracão, é tipicamente o tipo de lugar onde nascem as invenções lendárias. Ele é repleto de ferramentas e peças de bicicletas e de papelão por toda parte.

Gafni possui várias bicicletas "top" que, segundo ele, custaram milhares de dólares, mas quando sua própria criação atingir o processo de produção em massa, não deverá custar mais de US $ 20 (cerca de 40,00) para comprar. O custo dos materiais utilizados são estimados em U$ 9,00 por unidade. "Quando começamos, um ano e meio ou dois anos atrás, as pessoas riam de nós, mas agora estamos recebendo pelo menos uma dúzia de e-mails todos os dias perguntando onde podem comprar tal uma bicicleta, então isso realmente me deixa esperançoso de que vamos ter sucesso ", disse ele.

O passeio no protótipo mostrou que ela é bastante "dura", mas de modo geral similar a outras bicicletas comuns bem básicas.

Nimrod Elmish, parceiro de negócios da Gafni, disse que o uso de papelão e outros materiais reciclados, poderá significar uma grande mudança nas normas atuais de produção porque os subsídios e abatimentos seriam dados apenas para a produção local e não haveria benefícios financeiros, fazendo as bicicletas nos mercados de trabalho ficarem absolutamente baratas.

"Esta é uma virada de jogo real. Ele muda ... a forma como os produtos são fabricados e enviados, faz com que as fábricas a serem construídas em todos os lugares, em vez de transferir a produção para os mercados mais baratos de trabalho, tudo o que temos conhecido no mundo da produção pode mudar ", disse ele.

Elmish disse que as bicicletas de papelão serão feitas em linhas de produção automatizadas, e em grande parte seriam completadas por uma força de trabalho compreendida por aposentados e deficientes. Além dos benefícios sociais que isso traria a todos os envolvidos, possibilitaria também angariar subsídios do governo para os fabricantes. Segundo ele, o modelo de negócio que haviam criado significava que os descontos para a utilização de materiais "verdes" poderiam inclusive "anular" os custos de produção, permitindo que as bicicletas possam ser dadas sem custo em países pobres.

Como parte da estratégia e do plano de negócios, ele comenta que os produtores iriam ainda colher recompensas financeiras de publicidade, como de empresas que poderiam pagar para que seu logotipo esteja impresso no quadro, explicou. "Porque a partir do momento em que você tem subsídios do governo, trazendo os custos de produção para zero, as bicicletas podem realmente ser dadas sem custo. Estamos copiando um modelo de negócios do mundo hi-tech onde o software é distribuído gratuitamente, pois tem publicidade incorporada".

"Ela poderia ser vendido por cerca de US $ 20, porque os varejistas têm de fazer um lucro ... e nós pensamos que não deve custar mais do que isso. Faremos o nosso dinheiro com publicidade". Elmish acrescentou ainda que a produção inicial foi marcada para começar em Israel em alguns meses. Serão três modelos de bicicletas e uma cadeira de rodas, que deverão estar disponíveis para compra dentro de um ano.





Fontes: fastcodesign.com / engadget.com

Admin
Master

Masculino
Número de Mensagens : 515
Idade : 48
Humor : ácido, constante
Data de inscrição : 21/02/2008

http://www.ciclismo.esp.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum