CICLISMO e CICLOATIVISMO
A DGE Corretora de Seguros apresenta seu servico de Seguro de Bicicletas - voce NAO VAI SE LIVRAR da famosa "ficha cadastral", mas a contratacao pode ser feita 100% on-line e isso e uma coisa otima.

Veja em quais situacoes contar com a DGE Corretora de Seguros:

ROUBO E FURTO QUALIFICADO - protecao contra roubo e furto da bike, durante o uso ou enquanto guardada ou transportada.

ACIDENTES - cobre os custos de reparo ou reposicao em acidente coberto, enquando o Segurado pedala ou transporta a bike.

RESPONSABILIDADE CIVIL - cobertura garantira os danos causados a terceiros durante a vigencia da apolice.

COBERTURA EM TODO O TERRITORIO NACIONAL - protecao em todo o Brasil, alcancando os 26 estados mais o Distrito Federal.

OUTROS PONTOS POSITIVOS A CONSIDERAR

- App Mobile, Central de Beneficios, Pontos Multiplos, Sala de Emergencia, Furto em Territorio Nacional, Danos Materiais a Terceiros, Danos Corporais a Terceiros, Acidente com veiculo transportador, Acidente enquanto pedala, Danos Parciais decorrente de acidente coberto, Pagameto com Cartao de Credito, Parcelamento sem juros, Cobre danos causados durante competicao.

A FICHA CADASTRAL PARA SOLICITAR ORCAMENTO VOCE ACESSA NESTE LINK

https://sites.google.com/site/seguroparabikes/arquivos/Ficha%20Cadastral%20Bike.xlsx

PREENCHA A FICHA E MANDE PARA SEGURO@CICLISMO.ESP.BR
Nosso "BUSCA BIKES"
Ciclismo™ 2003 / 2020
De blusa ou camiseta?

ciclismo
contador de visitas para site

Últimos assuntos
» SEGURO PARA BICICLETA
Ter 3 Maio 2016 - 13:32 por Admin

» São Paulo - SP - Polêmica das ciclovias
Seg 13 Abr 2015 - 20:21 por Admin

» FOR SALE:2014 Bikes,Trek,Scott Genius,Specialized,Cannondale & Giant Anthem Bikes
Seg 24 Nov 2014 - 14:16 por bikemall1

» CTB Código de Trânsito Brasileiro para Ciclistas
Ter 27 Maio 2014 - 13:56 por cypriano

» SOROCABA - SP
Ter 13 Maio 2014 - 20:17 por sergio_moraes

» Opinião SCOTT Speedster 50 2013 x Specialized ALLEZ 2014???
Sab 30 Nov 2013 - 23:42 por Alan Ricardo

» scott scale 970 x specialized carve comp????
Qui 21 Nov 2013 - 17:55 por Valmir Dimas de Andrade

» Bike no Paraguai
Qui 21 Nov 2013 - 8:59 por Valmir Dimas de Andrade

» Ideias para Presente com Desconto?
Sex 25 Out 2013 - 16:32 por brendaaa-santos-86

» Mundial de BMX 2013 - final
Qua 9 Out 2013 - 11:14 por Admin

» Ciclofaixas em Nova Iorque
Qua 2 Out 2013 - 14:11 por Admin

» Ciclovia musical - São Paulo - SP
Sex 23 Ago 2013 - 13:33 por Admin

» VELOCIDADE MÉDIA EM PERCURSO DE TREINO SPEED
Qua 23 Jan 2013 - 10:44 por leoquimico

» Ass savers - salve seu traseiro
Ter 1 Jan 2013 - 14:02 por Admin

» Bicicleta de PAPELÃO
Sab 29 Dez 2012 - 21:49 por Admin

Junte-se ao "Team Paraná"

Mundo das Bikes!

Indique aos amigos!
FaceBikers - clique e entre nesse Grupo!
Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Partilhe com seus amigos e fique antenado!

Conservar e compartilhar o endereço de CICLISMO e CICLOATIVISMO em seu site de social bookmarking

Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 71 em Sab 9 Jun 2012 - 9:51

COLNAGO - BICICLETAS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

COLNAGO - BICICLETAS

Mensagem por Admin em Ter 11 Mar 2008 - 18:59

Ernesto Colnago nasceu em Cambiago, uma pequena aldeia rural vinte quilômetros a leste de Milano, em 9 de fevereiro de 1932. Seus pais, Antonio e Elvira, eram agricultores, e eram respeitados no pequeno distrito. Eles foram trabalhadores dedicados e o lar dos Colnago's era uma simples casa de fazenda, onde os três irmãos de Ernesto: Antonio, Fiorentino, Ambrogio também viveram, bem como Avô Filippo. O pequeno Ernesto teve uma infância normal para a época, até os 6 anos de idade, quando ele começou a escola e a ajudar com tarefas na fazenda.

Um belo dia, em 1943, “Pappá Antonio” mandou o pequeno Ernesto para trabalhar numa loja local. Foi o fim da sua escolaridade regular. Melhor ainda, primeiro trabalho, depois escola noturna. O jovem Ernesto passou a trabalhar em uma pequena oficina pertencente a um certo Dante Fumagalli, para quem a família Colnago pagava dois quilos de farinha a cada semana pela aprendizagem do seu filho.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, um amigo de Ernesto encontrou para ele uma “nova direção”. Um anúncio de uma firma milanesa, chamada Gloria, uma fábrica de bicicletas, que estava contratando. Era 25 de novembro de 1946, dia de Santa Catarina, quando o jovem Ernesto passou pela porta da “Cicli Gloria”, na Viale Abruzzi, 42. Ernesto tinha apenas 13 anos, mas para começar a trabalhar, ele tinha que ter de pelo menos 14. Ele mudou a data de nascimento, e por isso foi contratado como assistente de soldador. O jovem Colnago também era um bom ciclista amador: um orgulhoso e determinado ciclista. Brilhante e criativo, as suas idéias e os vôos de fantasia não foram inconvenientes. Durante a temporada de corridas de 1951, Ernesto estava correndo na clássica amadora Milão-Busseto. Durante o apertado sprint final, houve uma enorme “colisão” e o jovem Colnago não escapou. Fratura da fíbula da perna direita e cinqüenta dias imobilizado.

Mas Ernesto não se abateu: de jeito nenhum! Ele pediu que o Sr. Focesi Gloria mandasse as rodas para que as montasse em casa, o que foi um golpe de sorte. Rápido e preciso na construção de rodas, Ernesto percebeu que poderia ganhar mais dinheiro trabalhando em casa, o suficiente para deixá-lo começar a trabalhar em casa como um sub-empreiteiro.

Era 1954 quando Colnago resolveu ser virar por sua própria conta, abrindo uma pequena oficina de 5 metros quadrados, na Via Cavour em Cambiago. E foi aí que Ernesto Colnago iniciou sua carreira como um construtor de bicicletas, o "Benvenuto Cellini" das bicicletas como ele foi chamado pelo famoso cronista esportivo italiano Gianni Brera. Desde então, suas bicicletas foram utilizadas por mais de 100 equipes profissionais, 2.500 pilotos profissionais, que ganharam mais de 7.500 vitórias em todo o
mundo. Campeão do calibre de Fiorenzo Magni, Gastone Nencini, Eddy Merckx, Giuseppe Saronni, Gianni Motta, Gibi Baronchelli, Michele Dancelli, Gianni Bugno, Oscar Freire, Johan Museeuw, Tony Rominger, Pavel Tonkov, Yaroslaw Popovych, Alessandro Petacchi e Erik Zabel , e muitos outros, que pilotaram Bicicletas Colnago para a vitória.

Ernesto Colnago sempre foi um inovador. Suas primeiras grandes idéias são do início dos anos 50, quando ele decidiu criar o garfo forjado a frio para bicicletas garfos. Depois disso, houve inovações como a bicicleta mais leve do mundo (5,6 kg), uma que certamente marcou uma época, com o recorde estabelecido por Eddy Merckx, na Cidade do México 25 outubro 1972.

A partir deste projeto, nasceu a Colnago "México", com a sua inovadora tubulação helicoidal. O próximo passo importante para Colnago foi em 1983 quando as oficinas Cambiago criaram duas autênticas jóias, a aerodinâmica "Oval CX" e "Master", com inovadora tubulação bi-star de forma. Quando muitos pensavam que Ernesto Colnago não podia ir além, sua próxima idéia se tornou realidade. Como grande investigador e inovador que é, Colnago criou o primeiro quadro em fibra de carbono, em xolaboração com a Ferrari Engenharia, em 1986. No próximo ano, o inovador quadro fio reto (“straight blade” - tradução literal – N do E) "Precisa" foi criado. Dois anos mais tarde, surgiu o surpreendente Colnago "C35", um inovador quadro monocoque em fibra de carbono, nas versões estrada e mountain bike. A partir desta experiência, mais inovações surgiram da Colnago, como o
"Carbitubo", uma armação de fibras de carbono com dois tubos paralelos (downtube). Em 1991 foi o "Bititan", um quadro leve, todo em titânio. No ano de 1994 a Colnago apresentou o "C40", quadro em fibra de carbono, para o seu 40 º aniversário, e que ainda hoje é referência. Nenhum outro quadro ganhou tanto como o Colnago C40: 5X Paris-Roubaix e muitos Campeonatos Mundiais. Em 2000 surgiu, a partir de outro notável modelo Colnago do ateliê, a edição limitada CF1, criada em colaboração com a Ferrari, e que rapidamente se tornou um grande sucesso. Em seguida foi a CF2, dupla suspensão “mountain bike”, em 2002. Após dez anos de sucesso em todos os segmentos, Ernesto Colnago lançou o "C50", em 2003. Foi o quinquagésimo aniversário da sua empresa, uma marca que se tornou sinônimo das melhores bicicletas de todo o mundo, sinônimo de melhores produtos “Made in Italy”. Este novo quadro, composto de fibra carbono, rapidamente foi um sucesso, tanto em vendas como em competições.

E para 2004, para o aniversário oficial do Colnago, um item especial para colecionadores, o "50 º Aniversário". Em 2008, outro marco na história da Colnago: entre as principais inovações, estão uma direção semi-integrada (C-SH) sobre os modelos CX-1 Carbon e EPS Carbono. Em 2008, ainda estão à procura de quadros e modelos extremamente leves e de alta performance, capazes de vencer as mais importantes corridas do mundo. Após cinco décadas de experiência e inovação, Ernesto Colnago continua a sonhar e criar bicicletas apreciadas por pilotos e apaixonados por ciclismo em todo o mundo.

Não pergunte a Colnago qual de suas bicicletas é a melhor: a sua resposta é sempre a mesma. "Eu fiz muitas bicicletas, mas a mais bonita é a que ainda está para vir."


"Macchinas" modernas da Colnago
COLNAGO EPQ


COLNAGO TWENTY


COLNAGO FLIGHT


Fonte http://www.colnago.com.it

NOTA do admin: compilação das traduções dos textos em inglês e italiano
avatar
Admin
Master

Masculino
Número de Mensagens : 515
Idade : 49
Humor : ácido, constante
Data de inscrição : 21/02/2008

http://www.ciclismo.esp.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum